Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
6

Praias de Matosinhos e da Costa de Caparica entre as mais procuradas em domingo de verão. Veja as imagens

Em determinadas zonas as pessoas saltaram as barreiras de proteção para aceder às praias.
Lusa 3 de Maio de 2020 às 21:31
Pessoas na praia em Matosinhos
Pessoas na praia em Matosinhos
Pessoas na praia em Matosinhos
Pessoas na praia. Foz do Douro
Pessoas na praia da Costa de Caparica
Pessoas na praia da Costa de Caparica
Pessoas na praia em Matosinhos
Pessoas na praia em Matosinhos
Pessoas na praia em Matosinhos
Pessoas na praia. Foz do Douro
Pessoas na praia da Costa de Caparica
Pessoas na praia da Costa de Caparica
Pessoas na praia em Matosinhos
Pessoas na praia em Matosinhos
Pessoas na praia em Matosinhos
Pessoas na praia. Foz do Douro
Pessoas na praia da Costa de Caparica
Pessoas na praia da Costa de Caparica
As zonas da Foz e Matosinhos, no Porto, e Costa de Caparica, em Setúbal, foram as que registaram maior afluência à praia este domingo, disse fonte da Autoridade Marítima Nacional (AMN), que destacou também as praias isoladas.

"Na sexta-feira e no sábado registámos muito poucas pessoas nas praias, a nível geral. Tentámos sensibilizar as pessoas e acabaram por acatar as orientações. Houve mais pessoas nas praias, em especial no Norte, na zona de Matosinhos e Foz, e também na Costa de Caparica", explicou o comandante Fernando Fonseca, porta-voz da AMN, estrutura que integra a Polícia Marítima e o Instituto de Socorros a Náufragos (ISN).

Segundo a mesma fonte, houve zonas em que as pessoas saltaram as barreiras de proteção para aceder às praias.

"Encontrámos muitas famílias, com crianças, que procuraram a praia. Alguns casos, depois da intervenção da Polícia Marítima, acabaram por aceder às orientações, mas depois reincidiam", salientou, explicando que foi um dia de muito trabalho para as patrulhas.

O porta-voz da AMN referiu ainda que na zona do Algarve, muitas pessoas optaram por procurar praias de difícil acesso.

"Nós tínhamos um reforço de meios na água e detetámos pessoas em praias de difícil acesso, que procuraram contornar a intervenção das autoridades", explicou.

Fernando Fonseca defendeu que o este fim de semana prolongado foi alvo de um reforço dos meios da AMN e que as ações passaram, em geral, por sensibilizar e aconselhar as pessoas ao confinamento social.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 243 mil mortos e infetou mais de 3,4 milhões de pessoas em 195 países e territórios.

Mais de um milhão de doentes foram considerados curados.

Em Portugal, morreram 1.043 pessoas das 25.282 confirmadas como infetadas, e há 1.689 casos recuperados, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)