Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
8

Praias fluviais de Braga e Vila Verde já não estão interditadas a banhos

Presença da bactéria E.Coli na água levou à interdição.
Lusa 30 de Agosto de 2019 às 17:55
Praia fluvial do Faial, Vila Verde
Praia fluvial do Faial, Vila Verde FOTO: Direitos Reservados
As praias fluviais de Merlim S. Paio, em Braga, e do Faial, em Vila Verde, interditadas a banhos desde quarta-feira devido à presença da bactéria E.Coli na água já estão reabertas, disse hoje à Lusa fonte autárquica.

Em declarações à Lusa, o vereador do Ambiente da Câmara Municipal de Braga, Altino Bessa, confirmou que as análises conhecidas hoje já não detetaram a presença daquela bactéria.

"As praias já foram reabertas a banhos com base nos resultados hoje conhecidos que já não detetam a bactéria E.Coli e, portanto, a Agência Portuguesa do Ambiente já autorizou a reabertura das praias, algo que fizemos de imediato", explicou.

Na quinta-feira, Altino Bessa explicou que "a experiência" o faz acreditar que o problema "terá tido origem em descargas nas fossas feitas para o rio Homem".

Segundo o responsável, "a câmara [de Braga] está a aguardar o resultado das análises à água recolhida quarta-feira para saber se ainda persiste o problema" na praia de Merlim, sendo que a E.Coli foi detetada "numa das análises que a autarquia faz todas as semanas" às águas das suas praias fluviais.

"Diz-me a experiência que isto resulta de descargas ilegais que alguém fez, aproveitando as chuvas, para um dos braços do rio Homem, que desagua no Cávado. Foi verificada a presença desta bactéria nesta praia, em Vila Verde também, mas nas [praias] acima daquele braço do Homem já não", explicou Altino Bessa.
Altino Bessa Braga E.Coli Homem Vila Verde S. Paio Merlim
Ver comentários