Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade

Prejuízos da TAP agravam-se para mais de 119 milhões no primeiro semestre do ano

Companhia aérea destacou que este resultado foi "impactado principalmente pela quebra de receitas de passagens do Brasil".
Lusa 20 de Setembro de 2019 às 20:21
Avião da TAP
Avião da TAP FOTO: Mário Cruz/Lusa
Os prejuízos do grupo TAP agravaram-se no primeiro semestre deste ano para 119,7 milhões de euros, face aos 90 milhões de euros negativos do período homólogo, afetados pelo mercado brasileiro e aumento de custos com o pessoal.

Em comunicado, a companhia aérea destacou que este resultado foi "impactado principalmente pela quebra de receitas de passagens do Brasil de 43,1 milhões de euros e pelo aumento dos custos com pessoal de 35,3 milhões de euros (+10,6% face ao período homólogo) em resultado das novas contratações e das revisões salariais negociadas em 2018".

Ainda assim, a TAP "atingiu um novo recorde no número de passageiros, tendo transportado 7,9 milhões de clientes nos primeiros seis meses, um crescimento de 4,8% face ao período homólogo", lê-se na mesma nota.
TAP economia negócios e finanças Informação sobre empresas grandes empresas transportes aviação
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)