Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
3

Prémio Nacional de Agricultura distingue êxitos no setor

Ministra Maria do Céu Albuquerque elogia sucessos e quer mais jovens no ramo.
Rui Pedro Vieira 16 de Janeiro de 2020 às 01:30
A carregar o vídeo ...
Iniciativa do Correio da Manhã e do ‘Negócios’, com o BPI, contou com a presença da ministra da Agricultura.
Prestes a celebrar 101 anos, a Cerealis é a grande empresa de 2019, enquanto o mel português recebeu o prémio de produto de excelência e a empresária do setor dos vinhos Leonor Freitas, da Casa Ermelinda Freitas, é a personalidade do ano.

Na oitava edição, o Prémio Nacional da Agricultura distinguiu esta quarta-feira, em Lisboa, casos de sucesso nos setores da agricultura, agroindústria, florestas e pecuária.

Iniciativa do Correio da Manhã e do ‘Negócios’, com o BPI, este evento contou com a presença da ministra da Agricultura, que elogiou, desde logo, "a proatividade" do setor. "Um dos nossos objetivos é promover tudo o que diga respeito à renovação geracional.

Temos de criar condições para que os jovens, gradualmente, possam vir para a agricultura", alertou Maria do Céu Albuquerque.

Diretor-geral editorial do grupo Cofina, Octávio Ribeiro reforçou que o Prémio Nacional da Agricultura tem sentido uma evolução positiva, ao longo das oito edições: "O setor agrícola é o que nos une à terra. O Correio da Manhã, a CMTV e o ‘Negócios’ apoiam com muita força este prémio que, anualmente, premeia quem se destaca em algo que é essencial para o nosso crescimento enquanto País."

Já o administrador do BPI, Pedro Barreto, elogiou o número crescente de candidaturas que, nesta edição, chegou às 1199. "Costumo dizer que o que mais me impressiona não é o número, mas o nível das candidaturas, que é absolutamente fantástico", observou.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)