Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
1

Presidente da Junta dá consultas de graça

Todas as sextas-feiras, os habitantes de Talhas, em Macedo de Cavaleiros, deslocam-se à Casa do Povo da aldeia, onde aguardam, ansiosos, pela chegada do presidente da Junta. O que procuram não é o autarca, nem tão-pouco pretendem resolver assuntos relacionados com a freguesia. Esperam pelo médico, o "dr. Benjamim", eleito em Outubro último e que decidiu consultar gratuitamente os habitantes da freguesia, maioritariamente idosos, carentes de serviços de saúde e transportes públicos. É que para terem uma consulta no médico de família têm que se deslocar ao Centro de Saúde de Macedo de Cavaleiros. O autocarro só vai à aldeia três vezes por mês e o táxi custa trinta euros.
7 de Fevereiro de 2010 às 00:30
O presidente da Junta de Freguesia dá consultas de Clínica Geral aos mais idosos da aldeia de Talhas
O presidente da Junta de Freguesia dá consultas de Clínica Geral aos mais idosos da aldeia de Talhas FOTO: Eugénia Pires

Já quem precise de cuidados no Hospital de Bragança tem de desembolsar cinquenta euros, acrescidos das despesas na farmácia. Gastos que deixam praticamente vazios os bolsos de quem já recebe exíguas reformas. Por isso, dizem que ter um médico grátis, uma vez por semana, foi o melhor que lhes podia ter acontecido. Teresa Rodrigues ou ‘Aninhas’, como carinhosamente é tratada pelo médico, foi à consulta, pela primeira vez, na semana passada, mas há muito que conhece o "senhor doutor". "É uma jóia, este homem", comenta, enquanto a enfermeira lhe avaliava a tensão arterial e mede a glicemia. "Mais do que de uma relação entre médico e paciente é uma relação entre amigo, entre pessoas que se conhecem desde sempre", explica o médico Benjamim Rodrigues, Ortopedista de especialidade, mas que dá consultas de Clínica Geral.

PORMENORES

UM SONHO

"Este é um sonho que sempre quis concretizar", enfatiza o clínico. O edifício da Junta de Freguesia tem um gabinete médico com diverso equipamento.

ANÁLISES

Benjamim Rodrigues diz que o facto dedar consultas grátis não é "uma atitude inédita", mas uma prática pouco comum no interior do País.

DEZ DOENTES

O médico atende um máximo de dez doentes todas as sextas-feiras. Gasta aproximadamente duas horas para servir a população que o aguarda.

Ver comentários