Presidente do Técnico preocupado com redução de propina máxima

Teto máximo das propinas fica nos 856 euros, menos 212 euros do que o valor aplicado atualmente.
13.10.18
  • partilhe
  • 0
  • +
O presidente do Instituto Superior Técnico, Arlindo Oliveira, manifestou este sábado preocupação pelo anunciado acordo Governo/Bloco de Esquerda para descer o valor máximo das propinas.

Em declarações à agência Lusa, Arlindo Oliveira afirmou que não se pode estar "contra um ensino superior mais acessível", mas que para o Técnico, a medida significará "mais de dois milhões de euros que vão ter que ser compensados por uma injeção do Orçamento do Estado".

O BE anunciou este sábado que chegou a acordo com o Governo para que, no Orçamento do Estado para 2019, o teto máximo das propinas fique nos 856 euros, menos 212 euros do que o valor aplicado atualmente.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!