Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
4

Primeiro curso de pilotos no centro de helicópteros de Sintra começa em agosto

Anúncio foi feito pelo ministro da Defesa, João Gomes Cravinho.
Lusa 17 de Janeiro de 2020 às 20:29
Ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho
João Gomes Cravinho
João Gomes Cravinho, ministro da Defesa Nacional
Ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho
João Gomes Cravinho
João Gomes Cravinho, ministro da Defesa Nacional
Ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho
João Gomes Cravinho
João Gomes Cravinho, ministro da Defesa Nacional
O primeiro curso de pilotos no centro multinacional de helicópteros de Sintra começa em agosto e a liderança do centro, da Agência Europeia de Defesa, ficará a cargo de Portugal até 2021, anunciou esta sexta-feira o ministro da Defesa.

"Foi confirmado esta semana o resultado para o qual estamos há bastantes meses a trabalhar que é a liderança portuguesa do centro multinacional de helicópteros que se instalará em Portugal, em Sintra, e que será o maior centro europeu para a formação de pilotos e tripulações de helicópteros", anunciou esta sexta-feira o ministra da Defesa, João Gomes Cravinho, em declarações à Agência Lusa.

João Gomes Cravinho esteve esta sexta-feira em Paris onde interveio numa conferência com a sua homóloga francesa Florence Parly, no âmbito de uma feira de recrutamento das Forças Armadas francesas.

A instalação deste centro multidisciplinar de treino de helicópteros em Sintra foi conhecida em julho do passado, mas a sua liderança ainda estava por definir. Assim, até 2021, será a Força Aérea portuguesa a assumir as rédeas desta formação europeia.

"Será uma liderança portuguesa que dará lugar à autonomia da instituição. Somos responsáveis por albergar o centro em Sintra com todo o processo que levará ao seu funcionamento autónomo a partir de 2021", precisou o ministro, referindo que Portugal manterá sempre "uma preponderância" nesta liderança.

O primeiro curso de pilotos vai começar já em 2020. "Já a partir de agosto de 2020 teremos o primeiro curso e o centro de formação de helicópteros estará em pleno funcionamento a partir de 2021, com os simuladores", indicou o governante.

Esta mudança, devido ao Brexit, vai contar com um investimento português de quatro milhões de euros.

Segundo o ministro português, este centro de treino vai concentrar também capacidades dispersas noutros países como a Alemanha e vai ter em permanência entre 20 a 25 pilotos vindos de vários pontos da Europa.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)