Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
9

Professora suspensa por agredir alunos

Caso aconteceu na Escola S. Sebastião da Pedreira, em Lisboa.
Bernardo Esteves 24 de Fevereiro de 2018 às 09:18
William Naval já pediu para o filho ser transferido para outra escola
William Naval já pediu para o filho ser transferido para outra escola
Sala de aula
William Naval já pediu para o filho ser transferido para outra escola
William Naval já pediu para o filho ser transferido para outra escola
Sala de aula
William Naval já pediu para o filho ser transferido para outra escola
William Naval já pediu para o filho ser transferido para outra escola
Sala de aula
Uma professora da Escola Básica S. Sebastião da Pedreira, em Lisboa, foi suspensa por agredir alunos de uma turma do 3º ano, com idades entre os 8 e os 9 anos. O caso remonta ao ano letivo passado, mas só agora foi denunciado pelo pai de um aluno.

"Exercia violência física e psicológica sobre as crianças. Dava palmadas, ‘calduços’, apertava as orelhas com as unhas, ‘arrastava’ os miúdos para a casa de banho", conta William Naval, que acusa os responsáveis da escola e do Agrupamento Marquesa de Alorna de terem tentado esconder o caso.

"Foi preciso fazermos queixa na PSP para a escola atuar", afirma o pai.

O CM tentou, sem sucesso, contactar a direção do agrupamento. O Ministério da Educação confirma o "processo disciplinar, com instauração de suspensão preventiva" e garante que "a docente encontra-se colocada noutro agrupamento, com dispensa da componente letiva". Ou seja, não está a dar aulas.

Wiliam Naval acusa também a escola de ter ignorado queixas de bullying sobre o filho quando a criança frequentava o 1º ano.

"Na altura apresentei queixa na Inspeção de Educação. Desde então a escola tem exercido represálias", afirma, recusando que o filho volte à escola: "Já não vai há dois dias e não voltará. Já pedi transferência à Direção-Geral de Estabelecimentos Escolares".
Ver comentários