Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
9

Professores aderem pouco à greve

A greve de professores convocada pela Plataforma Sindical para esta manhã, que previa uma paralisação durante os dois primeiros tempos, teve uma fraca adesão por parte dos docentes. Para alguns professores, o momento do período escolar que se vive é mais importante do que qualquer forma de luta.
26 de Maio de 2009 às 13:58
Professores aderem pouco à greve
Professores aderem pouco à greve FOTO: Pedro Catarino

Em seis escolas de ensino básico e secundário visitadas pelo Correio da Manhã, apenas a Escola Frei Luís de Sousa (1º ciclo), na freguesia de S.Domingos de Benfica, encerrou os portões. Dezenas de pais e alunos permaneceram em frente à escola até às 10h30, aguardando o início das aulas. Alguns pais mostraram-se indignados com a greve, que afectou a hora de entrada nos seus empregos. “Foi um protesto que acabou por nos prejudicar. Como não temos onde deixar as crianças, deixámos de ir para o trabalho para ficar com elas”, disse Maria Oliveira, mãe da Margarida, que tem seis anos.

Na Escola Secundária D.Pedro V, as aulas decorreram normalmente. Célia Pécurto, professora de Inglês, defende que existem outras formas de luta e “que fazer uma greve nesta altura do ano lectivo iria prejudicar os alunos”. Já Eduarda Veloso, professora de Educação Física, diz que não aderiu à greve porque não tinha aulas naquele período. A professora não considera a greve prejudicial para os alunos.

A Federação Nacional de Professores (Fenprof) desvalorizou a fraca adesão das escolas à greve e diz estar concentrada na manifestação programada para o próximo sábado, em Lisboa. O sindicalista Manuel Grilo refere que esta era uma greve de “cariz simbólico” e que pretendia apenas colocar na agenda política a luta dos professores pela alteração do estatuto da carreira. O responsável considera a fraca adesão dos docentes “natural” pela fase escolar em que as escolas se encontram e por se tratar de uma “pequena greve” que só pretendia chamar à atenção para a grande manifestação que se aproxima.

Para a manifestação de sábado, a  Fenprof espera a participação de milhares de professores de todo o país.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)