Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
6

Professores avançam com queixa contra o Estado

Docentes contestam contagens diferentes do tempo de serviço.
Bernardo Esteves 26 de Janeiro de 2020 às 09:41
Aulas estão suspensas em Angola desde março
Aulas estão suspensas em Angola desde março FOTO: Rui Miguel Pedrosa

O Sindicato de Todos os Professores anunciou ter angariado os 8 mil euros necessários para avançar com uma queixa contra o Estado português, numa campanha iniciada em junho.

A queixa vai contestar a existência, no mesmo Estado, de diferentes contagens do tempo de serviço congelado, entre o continente, Açores e Madeira.

Outro ponto da contestação é o facto de o sistema permitir que professores com menos anos de serviço sejam colocados na carreira à frente dos mais antigos.

O STOP apelou aos docentes para enviarem, até dia 31, documentos que suportem a ação. O objetivo é chegar ao Tribunal Europeu mas a queixa será feita em instâncias nacionais.

Estado Sindicato de Todos Professores economia negócios e finanças
Ver comentários