Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
6

“Professores temem redução de alunos”

João Dias da Silva, Presidente da Federação Nacional dos Sindicatos de Educação (FNE), sobre concurso de professores
23 de Abril de 2013 às 01:00

Correio da Manhã – A FNE considera que este concurso levará a uma redução de professores?

João Dias da Silva – Há cerca de 12 mil lugares em que, caso o professor deixe a escola, essa vaga não poderá ser ocupada por outro. Num concurso realizado de quatro em quatro anos, haverá professores que pedirão transferência, ocupando uma das poucas vagas abertas e que não serão substituídos.

– Estão nessa situação os professores que pretendem ficar mais próximos de casa?

– Há mais casos. Os professores temem as escolas em que se verifica uma redução de alunos, sabem que a continuidade do seu trabalho pode ficar comprometida, e, por isso, irão candidatar-se a outras escolas.

– Quais os grupos de recrutamento onde haverá um maior abate de postos de trabalho?

– O maior número das chamadas vagas negativas é no 1.º ciclo do Ensino Básico com 1566 lugares que se enquadram nesta realidade. A segunda área com mais vagas em excesso é a Educação Visual e Tecnológica com 1365 lugares.

– Entende que este é um concurso bastante complexo?

– Extremamente complexo. Repartido por um concurso interno para os professores do quadro e um outro externo para os contratados.

– E que se arrasta por vários meses ...

– Em junho, os professores, no chamado quadro de escola, sabem se o pedido de transferência foi aceite. No mesmo mês, sabem também os da zona pedagógica. Em julho, são os contratados, e por fim as listas definitivas surgem em agosto.

– Recusam a prova de conhecimentos e de competências para os professores?

– Sim. E não acreditamos que seja realizada em agosto.

ENSINO EDUCAÇÃO FNE PROFESSORES DOCENTES
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)