Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
2

Programa de formação da Microsoft já certificou 300 pessoas

O programa Ativar Portugal foi lançado em maio do ano passado e "teve um impacto grande no mercado".
22 de Março de 2015 às 08:46
O diretor-geral da Microsoft João Couto
O diretor-geral da Microsoft João Couto FOTO: António Cotrim/Lusa

O programa de formação e certificação lançado pela Microsoft Portugal no final do ano passado já certificou 300 pessoas, disse o diretor-geral, João Couto, em entrevista à Lusa.

"Desde que nós lançámos [o programa de formação e certificação, no âmbito do programa Ativar Portugal] já temos 300 pessoas que foram certificadas em tecnologia Microsoft", afirmou João Couto, sublinhando que esta "é uma formação exigente" e que, por essa razão, "é reconhecida internacionalmente".

De acordo com o diretor-geral, a aposta em formação e certificação é um projeto que a Microsoft Portugal pretende manter. Em relação ao tipo de formação de base das pessoas que procuram esta formação e certificação em tecnologia Microsoft, o responsável disse que é muito diverso.

O programa Ativar Portugal foi lançado em maio do ano passado e "teve um impacto grande no mercado", disse o diretor-geral, que sublinhou que a empresa tem "um grande orgulho" nesta aposta.

"Quando lançámos este programa tínhamos cerca de 5.000 vagas no setor das tecnologias de informação por preencher. Passado um ano, ainda não chegou, conseguimos ter 800 vagas de emprego publicadas no nosso programa do Ativar Portugal, dos quais cerca de 500 foram fechadas", adiantou.

"Curiosamente, continuamos com 5.000 vagas por preencher, o que nos dá um indicador muito interessante: este setor, além de não ter desemprego tem um défice de oferta no mercado", apontou, acrescentando que, através deste programa, a Microsoft conseguiu "colocar 500 profissionais no mercado e mesmo assim ainda não foi capaz de diminuir as necessidades do setor".

Segundo João Couto, o setor de tecnologias de informação está a crescer a um ritmo maior do que aquilo que o programa Ativar Portugal consegue gerar.

Questionado sobre o grupo de trabalho de 'cloud computing' (computação na nuvem), João Couto disse que está a "progredir bastante bem nas várias dimensões".

"Nós tínhamo-nos comprometido em alargar o nosso centro de competências 'cloud' em Portugal e estamos a fazê-lo de acordo com o plano, já temos perto das 200 pessoas hoje e estamos em linha para atingir as 200 pessoas este ano", disse.

Microsoft Portugal João Couto Microsoft formação
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)