Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
3

Psicóloga da Cruz Vermelha vai dar apoio a utentes do lar de Vila Real

Permanecem 58 utentes nas instalações onde foram detetados casos positivos de coronavírus.
Lusa 26 de Março de 2020 às 11:54
Lar de Nossa Senhora das Dores
Lar de Nossa Senhora das Dores FOTO: CMTV
Uma psicóloga da Cruz Vermelha Portuguesa entrou esta quinta-feira no Lar de Nossa Senhora das Dores, em Vila Real, para dar apoio e avaliar os 58 utentes que permanecem dentro daquelas instalações.

Neste lar, localizado no centro da cidade de Vila Real, 11 utentes confirmados com covid-19 foram transferidos para o hospital militar do Porto e, neste momento, aguarda-se o resultado dos 75 testes realizados na quarta-feira aos restantes idosos e funcionários.

"Acabou de entrar uma psicóloga para tentar estabilizar emocionalmente as pessoas. Os idosos estão a ser convenientemente tratados", garantiu o presidente da Câmara de Vila Real, Rui Santos.

Segundo o autarca, esta profissional vai "ajudar a estabilizar os idosos", alguns dos quais começam a manifestar "alguma intranquilidade" com a situação.

A psicóloga da Cruz Vermelha vai também reforçar e apoiar a equipa de colaboradores e voluntários que está dentro daquela instituição particular de solidariedade social.

Na quarta-feira à noite, seis elementos do Exército, incluindo um enfermeiro, e duas profissionais de geriatria da Cruz Vermelha Portuguesa substituíram sete funcionárias do Lar da Nossa Senhora das Dores.

Estas colaboradoras foram encaminhadas para as suas casas para cumprirem o isolamento profilático determinado pela delegada de saúde.

Neste lar, 13 utentes e sete funcionários deram positivo para a doença.

Durante a manhã de quarta-feira foram transferidos 11 utentes com covid-19 para o hospital militar do Porto. Os restantes dois idosos já estavam internados no Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro (CHTMAD).

Depois, durante o dia, o INEM realizou testes aos 58 residentes e 17 colaboradores que ainda estavam dentro daquelas instalações.

"Nas próximas horas os resultados serão públicos e em função desses resultados iremos evacuar o lar, tendo presente que temos que separar aqueles que têm negativo daqueles que vierem a dar positivo. Temos tudo preparado para procedermos a essa evacuação", frisou Rui Santos.

Hoje uma residente do lar foi transferida por motivos de saúde, não relacionado com a covid-19, para o CHTMAD, sendo que a sua família já foi devidamente informada.

Precisamente por causa da cadeia de contacto identificada no Lar da Nossa Senhora das Dores, o município acionou na terça-feira o plano de emergência municipal.

A autarquia explicou que esta ativação decorre essencialmente da "necessidade de aprofundar a articulação entre as várias entidades com um papel na pandemia de covid-19 e de centralizar a informação sobre todas as questões relacionadas com o combate".

Portugal encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de quinta-feira e até às 23:59 de 02 de abril e esta quarta-feira registava 43 mortes e 2.995 infeções associadas à covid-19, segundo a Direção-Geral da Saúde.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)