Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
2

Queixas dos doentes revelam fragilidades na Saúde

ERS revela recomendações a hospitais que lesaram utentes no acesso aos cuidados.
Sónia Trigueirão 12 de Agosto de 2017 às 09:50
Tratamentos oncológicos fora de prazo, falta de material e tempos de espera estão entre as queixas dos utentes
Médicos
Médicos
Médicos
Tratamentos oncológicos fora de prazo, falta de material e tempos de espera estão entre as queixas dos utentes
Médicos
Médicos
Médicos
Tratamentos oncológicos fora de prazo, falta de material e tempos de espera estão entre as queixas dos utentes
Médicos
Médicos
Médicos
Doentes oncológicos que não fizeram tratamentos coadjuvantes por perda da janela terapêutica útil, um doente informado que a cirurgia efetuada não tinha nada a ver com a prescrita e para a qual foi emitido um vale e uma doente de 88 anos que morreu à espera de uma prótese. Estas são algumas das queixas de doentes que se sentiram lesados e que estão na origem de instruções da Entidade Reguladora da Saúde (ERS).

Na primeira, o Hospital do Barreiro informou que os doentes entraram em remissão em maio passado. A ERS recomendou que a unidade deve garantir "o acesso a tratamentos oncológicos em tempo útil", adequados às necessidades dos doentes e que "devem ser prestados humanamente, com prontidão e respeito pelo utente".

Na questão da cirurgia, à Confraria Nossa Senhora da Nazaré e ao Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC), a ERS referiu que devem garantir que "o atendimento dos utentes se processe dentro das regras do programa de combate às listas de espera (SIGIC).

Na queixa da prótese, foi recomendado que o CHUC implemente procedimentos que garantam a entrega atempada e em tempo útil de próteses endovasculares.

PORMENORES 
Taxas moderadoras
Os centros hospitalares Lisboa Norte e Cova da Beira também foram alvo de recomendações da ERS devido "a constrangimentos na aplicação do regime jurídico das taxas moderadoras". Um doente oncológico e uma grávida, apesar de isentos, tiveram de pagar taxas moderadoras.

Acesso às urgências
A ERS recomendou aos hospitais Beatriz Ângelo, em Loures, e Garcia de Orta, em Almada, que implementem procedimentos para garantirem que, nas urgências, os utentes sejam devidamente monitorizados.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)