Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
2

Alunos partilham fotos de ratos mortos em sala de aula

Polémica surge após praga de ratos obrigar duas escolas a fechar portas.
Francisca Genésio 1 de Fevereiro de 2018 às 15:44
Ratos mortos aparecem em sala de aula
Ratos mortos aparecem em sala de aula
Ratos mortos aparecem em sala de aula

Depois da Escola Secundária do Restelo e da Escola Básica 1 de Caselas, em Lisboa, terem sido encerradas durante vários dias devido a uma praga de ratos, uma aluna partilhou, nas redes sociais, uma fotografia de dois roedores mortos numa sala de aula. A publicação surge num período em que a desratização já foi feita e que os estabelecimentos escolares já se encontram abertos.

Ao CM, o diretor da Escola Secundária do Restelo, Júlio Santos explicou que a situação é "a consequência da intervenção que foi feita" sublinhando que "não há motivos para alarme porque a praga está controlada e está a ser acompanhada quer pela escola, quer pela Câmara Municipal e pela própria empresa de desratização".

Além da existência de roedores nas escolas da capital, o problema é também reportado por comerciantes e moradores de Lisboa. Ainda assim, a Câmara Municipal negou, ao CM, a existência de qualquer "praga de ratos na cidade".

Segundo a autarquia, "em 2016, foram feitas 1279 ações de controlo e, em 2017, foram realizadas 1426". A Câmara de Lisboa garantiu ainda que vai, em breve, irá "um novo procedimento [preventivo] para três anos com o valor de 550 mil euros".

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)