Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
5

Recém-nascido encontrado no lixo fica com família de acolhimento

Ministério Público do Juízo de Família e Menores de Lisboa instaurou processo de promoção e proteção a favor do bebé.
Francisca Genésio 20 de Novembro de 2019 às 20:29
Foto do recém-nascido tirada pelo INEM
Foto do recém-nascido tirada pelo INEM FOTO: INEM
O bebé encontrado no interior de um ecoponto, no início do mês, em Lisboa, vai ser entregue a uma família de acolhimento em vez de ser entregue a uma instituição. A decisão foi tomada pelo Tribunal de Família e Menores de Lisboa depois de ter deferido a promoção do Ministério Público para que se procedesse à revisão da medida inicialmente aplicada.

Ao CM, a Procuradoria-Geral da República garantiu que "já foi selecionada" a respetiva família de acolhimento "nos termos da lei" e acrescentou que "o processo de promoção e proteção se encontra em curso e no contexto do mesmo será delineado o projeto de promoção dos direitos e de proteção da criança".

O bebé continua internado na Maternidade Alfredo da Costa, em Lisboa, com quadro clínico estável. Sara, a mãe do recém-nascido, está em prisão preventiva no Estabelecimento Prisional de Tires, em Cascais. Está indiciada da prática do crime de homicídio qualificado na forma tentada. Segundo a PJ, Sara terá agido sozinha e nunca revelou a gravidez a ninguém, vivendo numa situação "muito precária na via pública".
Recém-nascido crime lei e justiça família de acolhimento bebé lixo Lisboa caixote do lixo
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)