Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
3

Recompensa por captura de Otelo

'Otelo', o macaco de 32 anos que desapareceu sábado do parque zoológico de Montemor-o-Velho, continua em fuga.
23 de Abril de 2013 às 01:00
Agostinho Pedro diz que o macaco capuchinho-castanho é do tamanho de um gato e não é perigoso
Agostinho Pedro diz que o macaco capuchinho-castanho é do tamanho de um gato e não é perigoso FOTO: Ricardo Almeida

Ontem, Agostinho Pedro, tratador e proprietário do Europaradise, distribuiu mais de uma centena de panfletos com a fotografia do primata pelas aldeias vizinhas, mas até ao final do dia nem sinal do bicho. O tratador promete agora uma recompensa a quem ajudar a recuperá-lo: entradas gratuitas no parque zoológico.

Agostinho Pedro está convicto de que ‘Otelo’, inteligente como é, vai regressar a casa "logo que a fome aperte". O problema são as laranjas que existem nas redondezas e que ele adora.

Líder do grupo de primatas da ilha que ocupava no zoo, ‘Otelo’ é um macaco capuchinho-castanho, do tamanho de um gato, que "não representa qualquer perigo", garante. Fugiu da ilha depois de saltar pelo ramo de um salgueiro. Caiu à água e, como não sabe nadar, assustou-se. Foi visto junto à A14, entre Coimbra e Figueira da Foz.

O tratador acredita que ele sabe onde está. "Está em contacto com o parque através dos gritos dos outros macacos e dos pavões". Falta-lhe encontrar o caminho de volta em segurança. Um obstáculo que poderá enfrentar são os cães, dos quais "tem fobia". n

PRIMATA MACACO MONTEMOR-O-VELHO OTELO
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)