Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade

Refeições escolares garantidas

O Ministério da Educação e Ciência (MEC) garantiu ontem à Confederação Nacional Independente de Pais e Encarregados de Educação que nenhuma criança ficará sem alimentação nas escolas. A presidente da confederação, Maria José Viseu, afirma ter ficado tranquila.
27 de Agosto de 2011 às 00:30
Maria José Viseu no Ministério
Maria José Viseu no Ministério FOTO: BRUNO COLAÇO

Confrontado pelo CM, com a redução da verba da Direcção Regional de Educação de Lisboa e Vale do Tejo para refeições escolares – passou de 19,3 milhões de euros, em 2010, para 18,1 milhões, este ano –, o MEC explicou tratar-se de um acerto. "O valor usado para cálculo das verbas da direcção regional em 2010/2011 foi de 1,85 € por refeição, mas o valor pago foi de 1,65 €. Este foi o valor utilizado para 2011/2012. A redução não significa perda de qualidade das ementas", garantiu o MEC. Em 2010/2011 foram dadas quase 10,5 milhões de refeições. Para o ano lectivo 2011/2012 são esperadas 10 897 200.

EDUCAÇÃO ENSINO MINISTÉRIO REFEIÇÕES
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)