Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
8

Remédio inovador elimina cancro raro e agressivo

Existe em Portugal e já foi aplicado em doentes.
27 de Fevereiro de 2014 às 09:43
Ian Brooks
Ian Brooks FOTO: Mercury Press & Media Ltd

Ian Brooks, um inglês de 47 anos, sofria de um tipo de cancro raro e agressivo (linfoma não Hodgkin) que lhe provocou o aparecimento de cerca de 70 gânglios linfáticos espalhados pelo corpo. Os médicos davam-lhe algumas semanas de vida. 

Ian Brooks foi o primeiro doente fora dos EUA a ser tratado com o medicamento brentuximab vedotin. Após 12 semanas de tratamento, os exames imagiológicos não revelam a presença da doença maligna. Em Portugal, o remédio inovador foi aprovado em 2012 e já foram tratados alguns doentes. Manuel Abecassis, diretor do Departamento de Hematologia do IPO de Lisboa, afirmou ao CM que o remédio "é muito eficaz e é utilizado em doentes para os quais a terapia clássica não resulta".

Saúde remédio cancro Ian Brooks Reino Unido linfoma não Hodgkin
Ver comentários