Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
6

Remédios mais baratos em abril

A partir de abril os doentes passam a pagar os medicamentos de marca mais baratos: uma redução de sete por cento tendo em conta o preço de venda ao público (PVP) máximo. A medida representa uma poupança, para os utentes, de 49 milhões de euros por ano. Os genéricos mantêm o mesmo preço, segundo dados da Autoridade Nacional do Medicamento (Infarmed).
1 de Março de 2013 às 01:00

A baixa no preço dos remédios resulta na revisão anual de preços, que também é favorável ao Estado.

Assim, com a revisão dos preços, o Serviço Nacional de Saúde tem uma poupança anual de 85 milhões de euros com os medicamentos vendidos nas farmácias.

De acordo com o Infarmed, cerca de 40 por cento dos medicamentos no meio hospitalar também representam uma diminuição na despesa do Estado de 51 milhões de euros, o que significa que o SNS tem uma poupança global de 136 milhões de euros por ano.

Os remédios que passam a ficar mais baratos para o SNS são, na maioria, destinados ao tra-tamento dos doentes de cancro e aos doentes com infeção da sida. Na portaria ontem publicada, o governo refere que os genéricos mantêm o mesmo preço porque estão abaixo do que resultaria na revisão.

remédiosm estado baratos abril infarmed
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)