Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
7

Salário das filiais estrangeiras 40% superior ao das empresas portuguesas

Remuneração média mensal "foi sempre superior nas filiais estrangeiras, em média, mais 393,7 euros, do que nas sociedades nacionais".
Lusa 19 de Novembro de 2019 às 12:36
Trabalhadores
Trabalho
Trabalhadores
Trabalho
Trabalhadores
Trabalho
O salário médio mensal nas filiais de empresas estrangeiras em Portugal atingiu em 2018 o valor mais elevado desde 2010, somando 1.354 euros e ficando "bem acima" dos 966 euros das sociedades nacionais, divulgou esta terça-feira o INE.

Segundo as "Estatísticas da Globalização" do Instituto Nacional de Estatística (INE), entre 2010 e 2018 a remuneração média mensal "foi sempre superior nas filiais estrangeiras, em média, mais 393,7 euros, do que nas sociedades nacionais".

Esta mesma tendência regista-se na produtividade, com as filiais estrangeiras a registarem em média, entre 2010 e 2018, uma produtividade aparente do trabalho superior à das sociedades nacionais em cerca de 18,1 mil euros, tendo este indicador aumentado de 43.237 euros em 2010 para 44.487 euros em 2018.

De acordo com o INE, também a taxa de investimento das filiais estrangeiras em 2018 (23,1%) foi superior à das sociedades nacionais (21,9%), evidenciando "evoluções contraditórias" face a 2017 (-0,3 e +1,4 pontos percentuais, respetivamente).

Já o rácio de autonomia financeira registou o mesmo crescimento quer nas sociedades nacionais, quer nas filiais de empresas estrangeiras (+0,02 pontos percentuais), enquanto o rácio de liquidez geral registou um crescimento superior nas filiais de empresas estrangeiras (+0,05 pontos percentuais), face às sociedades nacionais (+0,03 pontos percentuais).

Em 2018, os valores absolutos destes dois indicadores foram superiores nas sociedades nacionais, tal como no ano anterior.

No ano passado, o INE aponta a existência em Portugal de 6.825 filiais de empresas estrangeiras em Portugal, que empregavam cerca de 487 mil pessoas, representando, respetivamente, 1,7% e 15,7% do total das sociedades não financeiras.

Em termos médios, cada filial empregava cerca de 71 pessoas, em 2018 (+3,3 pontos percentuais face ao ano anterior), "valor muito superior" ao registado nas sociedades nacionais, que empregavam em média apenas cerca de oito pessoas.

Em 2018, o VAB (valor acrescentado bruto) das filiais estrangeiras em Portugal atingiu 22,0 mil milhões de euros, aumentando 4,8% e ficando aquém do crescimento de 5,9% nas sociedades nacionais, tal como já havia acontecido em 2017 (+7,6% contra +8,8%, respetivamente).

Segundo o INE, no ano passado 80,1% das filiais estrangeiras e 77,9% do VAB por elas gerado correspondia a entidades com controlo oriundo do continente europeu, seguindo-se o continente americano, com 13,7% e 15,3% do VAB.

Espanha era o país que mais filiais controlava em Portugal, com um peso de 22,1% (menos 1,1 pontos percentuais do que em 2017), enquanto em termos de VAB, o país predominante foi a França, com mais de 5.000 milhões de euros (peso de 24,7%).

Já os países extra-União Europeia, excetuando os EUA, contribuíram com 16,6% do número de filiais e com 13,7% do VAB, em 2018.

Em 2018, as filiais de grande dimensão (442 sociedades) foram responsáveis por 14,8 mil milhões de euros de VAB, tendo ao seu serviço mais de 349 mil pessoas, mais 5,9% e mais 8,4%, respetivamente, face ao ano anterior.

O VAB das filiais estrangeiras com perfil exportador (41,3% do VAB total das filiais estrangeiras) cresceu 8,1% em 2018 (+20,1% em 2017), mais do triplo da registada pelas filiais sem perfil exportador (+2,5%; +0,7% em 2017).

Em termos da comparação internacional (e excluindo os setores da agricultura, as organizações associativas e outras atividades de serviços pessoais), em 2016 (último ano com dados disponíveis), o peso do VAB das filiais estrangeiras em Portugal era de 24,0%, ligeiramente abaixo da média europeia de 24,9%, destacando-se a Hungria e a Eslováquia com mais de metade do VAB a ser gerado por filiais estrangeiras (51,4% e 48,1%, respetivamente).

Portugal INE economia negócios e finanças economia (geral) empresas estrangeiras nacionais salário
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)