Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
4

Serviço Nacional de Saúde do Algarve só tem um pedopsiquiatra

Perturbações mentais têm uma prevalência de 22,9% em Portugal.
Francisca Genésio 17 de Dezembro de 2019 às 08:06
Receita médica
Consulta médica
Consulta
Receita médica
Consulta médica
Consulta
Receita médica
Consulta médica
Consulta
Há apenas um pedopsiquiatra - psiquiatra da infância e da adolescência - no Serviço Nacional de Saúde no Algarve.

A situação é igualmente dramática na região do Alentejo, com apenas dois profissionais. Já o Centro conta com 18 especialistas, o Norte com 46 e Lisboa e Vale do Tejo com 53.

Os dados constam do último relatório do Conselho Nacional de Saúde, que defende, perante as assimetrias geográficas, um maior planeamento dos recursos humanos para os próximos 10 anos, de forma a garantir cuidados de qualidade.

O documento revela ainda um elevado consumo de ansiolíticos - medicamentos para tratar a ansiedade. No ano passado, foram vendidas mais de 10 milhões de embalagens deste tipo de remédios e 8,8 milhões de caixas de antidepressivos.

Em Portugal, as perturbações psiquiátricas têm uma prevalência de 22,9%. O relatório denuncia a demora na marcação de consultas de Psiquiatria.

Nos hospitais de Loures, Santarém, Guarda, Braga e Santa Maria, em Lisboa, a espera para atendimentos urgentes é três meses. O prazo máximo definido por lei é 30 dias.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)