Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
5

Sessenta doentes são tratados em casa

Equipas médicas vão a casa fazer os tratamentos aos doentes.
Cristina Serra 11 de Fevereiro de 2017 às 09:38
O ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes
O ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes
O ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes
O ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes
O ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes
O ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes
Cerca de 60 doentes dos hospitais Garcia de Orta, em Almada, e Nossa Senhora da Oliveira, em Guimarães, estão internados em casa, onde recebem assistência de uma equipa médica hospitalar, no âmbito de um projeto-piloto. O objetivo é alargar a assistência a todo o País. A garantia foi dada ao CM por Fernando Regateiro, coordenador para a Reforma do Serviço Nacional de Saúde para os cuidados hospitalares, no final da conferência ‘Medição dos cuidados de saúde baseada em valor’, em Lisboa.

"Com os mesmos recursos, a equipa vai a casa do doente fazer os tratamentos, incluindo nos casos em que é necessário fazer injetáveis", explicou, dando como exemplo os doentes de pneumonia. "Em vez de ficar oito dias no hospital, o doente está um ou dois e o restante período de internamento passa-o em casa, onde é tratado até ter alta."

No caso de o doente não ter família a acompanhá-lo, é nomeado um cuidador. A assistência no domicílio representa uma vantagem porque o doente é tratado no ambiente familiar e evita uma infeção hospitalar, sendo libertada uma cama de agudos.

Presente na conferência, o ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, confirmou a notícia avançada ontem em exclusivo pelo CM, de que o Serviço Nacional de Saúde deve mais de três milhões de euros aos hospitais privados, e explicou que a criação de uma plataforma informática atrasou o pagamento das cirurgias no setor convencionado. O ministro garantiu que a situação estará resolvida dentro de "um mês".
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)