Sindicato dos Enfermeiros acusa Hospital de São João de ameaças por greve

Comunicado acusa conselho de administração de coação aos enfermeiros grevistas.
26.05.17
  • partilhe
  • 6
  • +
O presidente do Sindicato dos Enfermeiros disse esta sexta-feira estar a preparar uma "lista" de alegadas ilegalidades praticadas pelo Centro Hospitalar São João, Porto, para entregar no Ministério Público, referindo-se a uma suposta intromissão na greve de zelo dos enfermeiros.

Em comunicado, José Azevedo acusa o conselho de administração (CA) do Centro Hospitalar São João (CHSJ) de "intromissão na greve, coagindo pela ameaça os enfermeiros grevistas", nomeadamente através da instauração de processos disciplinares.
Greve da Função Pública afeta setores da saúde, educação e justiça


"Obrigado, conselho de administração, porque com estas assinaturas a garantirem a sua intromissão na greve (...) vão enriquecer de forma, embora ingénua, a lista que estamos a construir para entregar no Ministério Público", afirma o sindicalista, referindo-se a um documento no qual o CA do CHSJ emite recomendações e orientações para os enfermeiros em greve de zelo.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!