Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
8

Sindicato lamenta demora nas negociações com a SATA

Pessoal de voo diz que acha estranho que "seja necessária a autorização da tutela".
19 de Novembro de 2015 às 18:15
Avião da SATA
Avião da SATA FOTO: José António Rodrigues
O Sindicato Nacional de Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC) lamenta a demora da administração da SATA em decidir sobre "assuntos relevantes" para o futuro da empresa e estranha que "seja necessária a autorização da tutela".

"Temos muita dificuldade em compreender que após semanas de intensas negociações (...) ainda seja necessária autorização da tutela para que sejam aceites as propostas apresentadas pelo SNPVAC", refere o sindicato em comunicado.

Entre outras questões, o SNPVAC defendeu na reunião com o conselho de administração da SATA a 21 de outubro, em Ponta Delgada, a existência de dois chefes de cabine a bordo dos A330, aviões que a companhia aérea passará a utilizar nas viagens de longo curso.

Na ocasião, o vice-presidente do sindicato, Nuno Fonseca adiantou à Lusa que "há abertura" de ambas as partes para se chegar a um consenso em relação à composição das tripulações dos A330, tendo ficado agendada uma nova reunião para 04 de novembro, que foi inconclusiva quanto à definição da composição e funções dentro dos novos aviões.

No comunicado, o sindicato afirma que as propostas foram vistas pelo conselho de administração como "um excelente contributo para o futuro e viabilidade da SATA", uma vez que "podem vir a representar uma enorme poupança, acrescida de um aumento da produtividade por parte dos tripulantes, parte integrante da empresa e dispostos a fazer parte de uma solução".
Sindicato Nacional de Pessoal de Voo da Aviação Civil aviação transportes
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)