Sindicatos dos professores contestam João Costa na OCDE

Secretário de Estado preside a colégio que define perfil de cada país na aprendizagem e condições de trabalho dos docentes.
Por João Saramago|16.09.18
  • partilhe
  • 0
  • +
O secretário-geral da Federação Nacional de Professores (Fenprof), Mário Nogueira, contesta o acumular de funções por parte do secretário de Estado da Educação, João Costa, que é também presidente do órgão da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) responsável pelo ‘TALIS - Inquérito Internacional de Ensino e Aprendizagem’.

Recorrendo ao provérbio "à mulher de César não basta ser honesta, deve parecer honesta", Mário Nogueira disse ao CM que "embora João Costa tenha esclarecido que nada tem a ver com a produção dos dados, acaba por gerar confusão um governante ter um cargo na OCDE. E a prova disso é que acabou por ter necessidade de explicar-se".

João Costa detém o cargo de presidente do conselho de direção do TALIS. O Ministério da Educação (ME) explicou este sábado, na sequência de uma notícia do ‘Sol’, que na OCDE o secretário de Estado da Educação "não dirige o trabalho especializado de peritos, nem toma decisões sobre os estudos de avaliação de políticas".

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!