Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
1

Suplemento de 150 euros para enfermeiros especialistas não impede greve

Sindicato dos Enfermeiros Portugueses mantém paralisação.
Bernardo Esteves 20 de Setembro de 2017 às 08:32
A carregar o vídeo ...
Sindicato dos Enfermeiros Portugueses mantém paralisação
O Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP) revelou ontem no seu site uma proposta do Ministério da Saúde que inclui um suplemento de 150 euros por mês para os enfermeiros especialistas. Estes profissionais têm recusado nos últimos meses desempenhar funções diferenciadas para as quais não são remunerados.


O SEP, que tem marcada greve para dias 3, 4 e 5 de outubro, diz que os valores oferecidos são "insuficientes". O sindicato, afeto à CGTP, tem exigido um aumento de 400€ para enfermeiros especialistas.

O Sindicato dos Enfermeiros (SE), filiado na UGT, também recebeu a proposta. "É um memorando de entendimento para reatar negociações. O suplemento de 150 euros não é novidade, mas não chega", disse ao CM o presidente, José Correia Azevedo, que exige aumentos para o dobro do salário atual: 2020 € para indiferenciados e 2400 € para especialistas.

O SE marcou a greve da semana passada, entre dias 11 e 15, mas não adere à próxima. "É inoportuna, porque estão a tentar negociar connosco". Dia 26, os sindicatos reúnem-se com o Governo: "É positivo estar presente uma delegação das Finanças", disse o líder do SE. O Parlamento aprovou ontem a audição do ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes.

A esquerda (PS, PCP e BE) travou a audição das ordens dos Médicos e dos Enfermeiros.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)