Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
8

Tartaruga Quinas sem sinal de vida no mar há 69 dias

Desde 27 de agosto que aparelho não envia localização.
Rui Pando Gomes 3 de Novembro de 2019 às 01:30
Tartaruga-de-couro foi devolvida ao mar com apoio de um navio da Marinha
Tartaruga Quinas
Quinas
Tartaruga-de-couro foi devolvida ao mar com apoio de um navio da Marinha
Tartaruga Quinas
Quinas
Tartaruga-de-couro foi devolvida ao mar com apoio de um navio da Marinha
Tartaruga Quinas
Quinas
A tartaruga Quinas, que foi devolvida ao mar no Algarve depois de ter ficado presa numa rede de pesca, está em parte incerta há 69 dias.

A tartaruga-de-couro macho, com cerca de 300 quilos, foi devolvida à natureza no dia 7 de agosto depois de 49 dias de recuperação no Zoomarine. O trajeto seguido pelo animal marinho estava a ser monitorizado diariamente pelos técnicos do parque algarvio.

No entanto, ao que o CM apurou, desde o dia 27 de agosto que o aparelho colocado na carapaça do Quinas deixou de enviar sinal.

Segundo os últimos dados fornecidos pelo transmissor, a tartaruga gigante encontrava-se a cerca de 24 quilómetros a norte de Lanzarote, uma das ilhas do arquipélago das Canárias. Foi essa a última localização conhecida do animal marinho, que foi batizado pelos portugueses com o nome de Quinas.

Os biólogos acreditam que está vivo e que o problema esteja no aparelho colocado na carapaça. "Ou a antena avariou, ou o aparelho soltou-se e caiu", referiu ao CM Élio Vicente, biólogo marinho e diretor do Porto D’Abrigo do Zoomarine.

"Se tivesse morrido, durante horas ou dias teríamos sinais sempre no mesmo local", interpreta o mesmo responsável do parque algarvio.

Já sobre a hipótese de voltar a ser localizado, a esperança é reduzida. "Se fosse uma fêmea, ainda haveria a possibilidade de ser visto quando voltasse a terra para fazer posturas. Mas sendo macho, nunca mais irá sair do mar, o que torna difícil voltar a dar com ele e a fazer uma identificação fidedigna", lamenta Élio Vicente.

PORMENORES
Dermochelys coriácea
Quinas é um macho da espécie Dermochelys coriácea, a maior espécie de tartarugas marinhas. Podem ser encontradas em praticamente todos os oceanos, vivendo quase toda a vida em alto-mar, rumando à costa apenas para a desova.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)