Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade

Táxis fluviais vão ligar Lisboa à Margem Sul

Duas décadas depois reposto Muro das Namoradeiras.
João Saramago 27 de Novembro de 2019 às 18:21
Táxis fluviais vão ligar Lisboa à Margem Sul
Táxis fluviais vão ligar Lisboa à Margem Sul
Táxis fluviais vão ligar Lisboa à Margem Sul
Táxis fluviais vão ligar Lisboa à Margem Sul
Táxis fluviais vão ligar Lisboa à Margem Sul
Táxis fluviais vão ligar Lisboa à Margem Sul
Táxis fluviais vão ligar Lisboa à Margem Sul
Táxis fluviais vão ligar Lisboa à Margem Sul
Táxis fluviais vão ligar Lisboa à Margem Sul
Táxis fluviais vão ligar Lisboa à Margem Sul
Táxis fluviais vão ligar Lisboa à Margem Sul
Táxis fluviais vão ligar Lisboa à Margem Sul

Lisboa, dentro de sete meses, contará com um pequeno jardim frente à Estação Sul-Sueste e à saída do Metro do Terreiro do Paço. No Cais das Colunas será limpa toda a parte do rio Tejo, onde hoje estão depositados os restos do entulho das obras do metro, realizadas há vinte anos.

Duas décadas depois o Muro das Namoradeiras será reconstruido e será possível tomar um táxi fluvial para a Margem Sul ou embarcar para um passeio turístico no Estuário do Tejo.

Um pouco mais a Norte o espelho de água da Doca da Marinha passará a ficar acessível a todos.

O projeto de reabilitação da Frente Ribeirinha foi apresentado esta quarta-feira e representa um investimento de 27 milhões de euros, avançou o presidente da câmara de Lisboa, Fernando Medina.

Verba que em 16 milhões de euros resulta da taxa turística e os restantes 11 milhões da Associação de Turismo de Lisboa.

O projeto prevê o reforço dos dois pontões da Transtejo/Soflusa e a instalação de três novos pontões com passadiços para acolher as embarcações dos operadores turísticos. Serão ainda instaladas oito bilheteiras para os operadores. "Passa, então, a ser possível, por exemplo, ir de táxi de Lisboa até ao Porto Brandão (Almada)", referiu a vereadora Teresa Leal Coelho.

No interior da estação, haverá um centro de exposições sobre o Rio Tejo.

Com os trabalhos de reabilitação da Doca da Marinha, o espelho de água vai receber embarcações tradicionais para passeios turísticos e criadas duas zonas verdes.

No espaço ficará ancorado o antigo navio bacalhoeiro Creoula. A faina do bacalhau contará também com uma centro de exposições no Terreiro do Paço.

A reabilitação da frente de rio daquela que é considerada a sala de visitas da capital prevê também a criação de uma ciclovia que integrará um projeto mais vasto de 60 quilómetros, entre Vila Franca de Xira e o Guincho (Cascais).

Fernando Medina disse não ter dúvidas que esta "será uma das mais belas ciclovias do mundo".
Ver comentários