Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
2

“Temos bomba debaixo dos pés”

"Temos uma bomba debaixo dos pés mas ninguém faz nada, apesar dos alertas". É assim que António Manuel Martins, de 47 anos, encara o facto de estar instalado um posto de transformação (PT) da EDP na garagem do edifício onde tem um apartamento, na rua 25 de Abril, em Lagoa.
4 de Junho de 2012 às 01:00
António Manuel Martins entende que há o risco de explosão do PT por a cave ter infiltrações
António Manuel Martins entende que há o risco de explosão do PT por a cave ter infiltrações FOTO: Miguel Veterano Júnior

O proprietário, emigrante nos Estados Unidos, já denunciou a situação várias vezes, mas sem resultado. O perigo aumenta, segundo o dono, porque na cave do prédio onde está o PT "ocorrem infiltrações".

O prédio foi construído em 1987 e o PT foi autorizado. Actualmente, "se a água chegar ao posto há risco de explosão", alerta António Martins, que denuncia também que não existe no prédio "uma bomba para extracção de água".

Numa altura em que a legislação obriga à instalação dos PT no exterior e afastados das casas, por razões de segurança e saúde, a permanência daquela estrutura no interior do prédio de seis andares, com cerca três dezenas de apartamentos e um banco no rés-do-chão, é, para o morador, "incompreensível".

"Falei ao condomínio e questionei a câmara, que foi quem deu a autorização para a instalação do PT, mas nada", referiu, frisando que "o posto tem a indicação de ‘perigo de morte’".

Contactada pelo CM, fonte da Câmara de Lagoa esclareceu que o referido PT está "licenciado pela autarquia e pela EDP". No entanto, a mesma fonte admite "ser estranho que um PT, ao qual só a EDP pode ter acesso, esteja instalado num local que é propriedade privada".

LAGOA EDP POSTO DE TRANSFORMAÇÃO
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)