Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
9

Temperaturas mais altas no Minho e Trás-os-Montes

Raios ultravioleta com valores muito elevados em todo o continente.
João Saramago 12 de Julho de 2019 às 01:30
Calor intenso levou milhares de pessoas a refrescarem-se no mar. Temperatura da água ronda os 20 graus
Um mergulho no rio foi a solução encontrada por muitos para enfrentarem o calor. As praias fluviais – neste caso, a de Palheiro e Zorro, em Coimbra –, ganham adeptos nesta altura
Sol intenso implica ter de estar na sombra nas horas de maior calor
Calor intenso levou milhares de pessoas a refrescarem-se no mar. Temperatura da água ronda os 20 graus
Um mergulho no rio foi a solução encontrada por muitos para enfrentarem o calor. As praias fluviais – neste caso, a de Palheiro e Zorro, em Coimbra –, ganham adeptos nesta altura
Sol intenso implica ter de estar na sombra nas horas de maior calor
Calor intenso levou milhares de pessoas a refrescarem-se no mar. Temperatura da água ronda os 20 graus
Um mergulho no rio foi a solução encontrada por muitos para enfrentarem o calor. As praias fluviais – neste caso, a de Palheiro e Zorro, em Coimbra –, ganham adeptos nesta altura
Sol intenso implica ter de estar na sombra nas horas de maior calor
Minho e Trás-os-Montes são esta sexta-feira as regiões do País com as temperaturas mais elevadas, de acordo com as previsões do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Para Braga, tal como para Bragança, a previsão é de 38 graus de temperatura máxima. O calor intenso que hoje se faz sentir nas regiões mais a Norte resulta de uma massa de ar quente proveniente do interior da Península Ibérica e que atinge o País desde quarta-feira.

Ontem, foram alcançados valores máximos com a indicação de 42,2 graus em Alvega, no concelho de Abrantes. Várias outras localidades do Interior do Ribatejo e do Alentejo superaram também os 40 graus de temperaturas máxima.

Em Lisboa foram registados 37 graus, 35 em Coimbra e 30 no Porto e Faro.

O calor intenso leva milhares a procurarem a brisa marítima no Litoral ou a água dos rios. Para evitar excessos, o IPMA emitiu um aviso sobre os riscos que representam os raios ultravioleta por atingirem um índice muito elevado em quase todo o continente.

É recomendado, por isso, o uso de óculos, chapéu de sol e t-shirt. A exposição direta ao sol sem protetor também não deve ocorrer entre as 12h00 e as 17h00.

A partir de amanhã, as previsões apontam para uma descida brusca das temperaturas na ordem dos 10 graus. O céu estará cinzento em todo o País, com a possibilidade de chuva a norte do Tejo e no Algarve.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)