Tempo de serviço dos professores custa 320 milhões de euros por ano

Contas dos profissionais são quase metade das do Governo.
Por Bernardo Esteves|12.04.19
A recuperação integral do tempo de serviço congelado aos professores teria um custo de 320 milhões por ano, quase metade dos 600 milhões avançados pelo Governo.

Os cálculos foram feitos por um grupo de docentes e a diferença face aos valores do executivo explicam-se sobretudo pelo facto de não incluírem o IRS.

"Não faz sentido apresentar o valor ilíquido quando o IRS é logo retido na fonte, o Governo não tem essa despesa. As nossas contas incluem apenas o valor efetivamente pago aos docentes e o desconto de 11% para a Caixa Geral de Aposentações", afirma Maurício Brito, professor que efetuou os cálculos, com o apoio de Paulo Guinote e outros docentes.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!