Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
7

Temporal de norte a sul do País

Dez feridos devido ao mau tempo. Tempestade provocou cerca de 140 inundações e 1882 quedas de árvores.
11 de Fevereiro de 2014 às 09:17
Árvore caiu e destruiu viatura do INEM na Guarda
Árvore caiu e destruiu viatura do INEM na Guarda FOTO: Correio da Manhã

A tempestade ‘Stephanie’ provocou dez feridos e deixou um rasto de destruição em vários pontos do País. Para hoje, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera prevê chuva forte até ao início da tarde. Na costa, as ondas deverão atingir os cinco metros. A tempestade provocou cerca de 140 inundações e 1882 quedas de árvores, segundo a Autoridade Nacional da Proteção Civil.

Em Setúbal, três pessoas sofreram ferimentos ligeiros quando uma árvore caiu sobre uma viatura em Agualva de Cima, Palmela. No Monte de Caparica, em Almada, uma quarta sofreu ferimentos ligeiros devido à queda de uma chaminé numa churrasqueira. No distrito de Leira, a colisão de veículos com árvores derrubadas provocou três feridos na Marinha Grande e dois em Pombal. Na Guarda, a queda de uma árvore fez um ferido ligeiro.

No Porto, parte da antiga pensão Bem Posta ruiu na rua Miguel Bombarda, que foi cortada ao trânsito. A derrocada obrigou ao fecho do centro de saúde contíguo. A Proteção Civil estava ainda no local à hora de fecho desta edição. Na Foz do Douro, o trânsito está encerrado entre o Forte de São João e o Passeio Alegre.

No Centro, os distritos de Coimbra e Leiria foram os mais afetados. Entre as 21h00 de domingo e as 3h00 foram registadas 238 ocorrências. Em Leiria, entre as 09h00 de domingo e as 8h00 de ontem foram feitos 240 pedidos de socorro. Nos distritos de Viseu e Guarda, além da queda de árvores, os bombeiros prestaram socorro a pessoas residentes em aldeias que ficaram isoladas pela neve.

chuva forte tarde temporal norte sul Portugal
Ver comentários