Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
7

Torre 4 do Aleixo já foi demolida

Implosão dos 13 pisos da segunda das cinco torres do bairro aconteceu às 11h13 (com fotogaleria).
12 de Abril de 2013 às 11:27
Torre do Aleixo demolida em segundos
Torre do Aleixo demolida em segundos
Torre do Aleixo demolida em segundos
Torre do Aleixo demolida em segundos
Torre do Aleixo demolida em segundos
Torre do Aleixo demolida em segundos
Torre do Aleixo demolida em segundos
Torre do Aleixo demolida em segundos
Torre do Aleixo demolida em segundos
Torre do Aleixo demolida em segundos
Torre do Aleixo demolida em segundos
Torre do Aleixo demolida em segundos
Torre do Aleixo demolida em segundos
Torre do Aleixo demolida em segundos
Torre do Aleixo demolida em segundos
Torre do Aleixo demolida em segundos
Torre do Aleixo demolida em segundos
Torre do Aleixo demolida em segundos
Torre do Aleixo demolida em segundos
Torre do Aleixo demolida em segundos
Torre do Aleixo demolida em segundos
Torre do Aleixo demolida em segundos
Torre do Aleixo demolida em segundos
Torre do Aleixo demolida em segundos
Torre do Aleixo demolida em segundos
Torre do Aleixo demolida em segundos
Torre do Aleixo demolida em segundos
Torre do Aleixo demolida em segundos
Torre do Aleixo demolida em segundos
Torre do Aleixo demolida em segundos
Torre do Aleixo demolida em segundos
Torre do Aleixo demolida em segundos
Torre do Aleixo demolida em segundos
Torre do Aleixo demolida em segundos
Torre do Aleixo demolida em segundos
Torre do Aleixo demolida em segundos
Torre do Aleixo demolida em segundos
Torre do Aleixo demolida em segundos
Torre do Aleixo demolida em segundos
Torre do Aleixo demolida em segundos
Torre do Aleixo demolida em segundos
Torre do Aleixo demolida em segundos

A torre 4 do bairro do Aleixo, no Porto, foi demolida por implosão, às 11h13 desta sexta-feira, numa operação que envolveu mais de 300 operacionais e obrigou a retirar 410 pessoas do perímetro de segurança.

A implosão dos 13 pisos da segunda das cinco torres do bairro a serem demolidas envolveu vários tipos de materiais explosivo, distribuídos pelos três primeiros pisos e pelo sétimo, e muitos litros de água para minimizar o pó gerado pela queda do edifício.

Para a operação foi criado uma perímetro de segurança com cerca de 60 mil metros quadrados, delimitado pelas ruas Carvalho Barbosa, da Mocidade da Arrábida e Arnaldo Leite, onde os automóveis não podem circular pelo menos até às 12h30.

Aleixo torre Portod emolição
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)