Trabalhadores convidam partidos para discutir "medidas essenciais" para o Metro de Lisboa

Posição das organizações representativas dos trabalhadores está numa carta enviada na semana passada aos partidos.
15.04.19
  • partilhe
  • 0
  • +
Trabalhadores do Metropolitano de Lisboa convidaram os partidos com assento parlamentar para uma reunião por considerarem que a empresa não está "verdadeiramente empenhada" em aplicar "medidas essenciais", face ao aumento de utentes, na sequência dos novos passes sociais.

A posição das organizações representativas dos trabalhadores (ORT) está numa carta, divulgada esta segunda-feira, enviada na semana passada aos partidos com assento parlamentar, na qual convidam PS, PSD, CDS, BE, PCP e PAN a participar, na terça-feira, numa reunião nas instalações do Metro, em Lisboa.

Na carta, as ORT salientam que a aplicação do novo sistema tarifário na Área Metropolitana de Lisboa "implica novos e importantes desafios aos operadores de transportes públicos", pelo que "o previsível aumento de utentes que passarão a utilizar os transportes públicos", particularmente o serviço do Metro, "implica que a empresa implemente diversas medidas" para que o serviço de passageiros se adapte, "salvaguardando a segurança da operação, a qualidade do serviço e o respeito pelos trabalhadores".

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!