Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
3

Laser resolve até 94% dos casos de olho seco

Laser de luz pulsada estimula glândulas. Problema do olho seco causa ardor e sensibilidade à luz.
Cláudia Machado 29 de Julho de 2017 às 09:52
Tratamento laser resolve até 94% dos casos de olho seco
Tratamento laser resolve até 94% dos casos de olho seco
Tratamento laser resolve até 94% dos casos de olho seco
Tratamento laser resolve até 94% dos casos de olho seco
Tratamento laser resolve até 94% dos casos de olho seco
Tratamento laser resolve até 94% dos casos de olho seco
Tratamento laser resolve até 94% dos casos de olho seco
Tratamento laser resolve até 94% dos casos de olho seco
Tratamento laser resolve até 94% dos casos de olho seco
A tecnologia é francesa e "única" em Portugal. O tratamento com laser de luz pulsada garante "uma taxa de sucesso entre os 87 e os 94%" para os doentes que sofrem de olho seco. Este problema está associado, nos casos ligeiros a moderados, à sensação de ardor, sensibilidade à luz e incómodo frequente na visão. Mas em casos mais graves, ligados a outros problemas de saúde, podem mesmo desenvolver-se úlceras nas córneas.

A doença do olho seco divide-se em dois tipos. "Um está relacionado com um défice na produção das lágrimas e afeta cerca de 20% dos doentes", explica ao CM Eugénio Leite, médico oftalmologista.

Já o que tem maior peso é que pode ser tratado pelo laser. "Os restantes 80% dos doentes sofrem de olho seco na forma evaporativa, que tem a ver com a qualidade da lágrima. A camada que evita que a lágrima evapore não está bem constituída", clarifica o especialista.

Máquina francesa permite aplicar técnica sem dor ao longo das três a quatro sessões
O laser de luz pulsada usado neste tratamento foi desenvolvido em França e "não causa dor", garante Eugénio Leite, médico oftalmologista.

A luz que emite é de grande intensidade e obriga a cuidados para os doentes e médicos: todos usam óculos protetores. Por norma, fazem-se três a quatro sessões, de quatro em quatro semanas.

Sintomas afetam qualidade de vida  
"Os doentes que sofrem deste problema passam dias inteiros a colocar gotas nos olhos. É extremamente incomodativo e afeta muito a qualidade de vida", alerta Eugénio Leite.

PORMENORES
Dia normal após sessão
Depois de cada sessão de laser de luz pulsada, o doente pode seguir normalmente com o seu dia. Há apenas alguns cuidados a ter em conta, tal como nos restantes tratamentos a laser.

Cuidados com o sol
O doente deve evitar o sol, sobretudo nas primeiras horas após o tratamento, e usar protetor solar. "Recomenda-se que não façam praia durante o período em que é realizada a técnica", diz Eugénio Leite.
Portugal Eugénio Leite saúde França medicina olho seco
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)