Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
4

Um milhar nas ruas para "penalizar o PS"

Cerca de um milhar de professores manifestaram-se ontem em três locais da cidade de Lisboa contra a política educativa do Governo e prometeram penalizar o PS nas eleições legislativas do próximo domingo.
19 de Setembro de 2009 às 17:53
Docentes manifestaram-se junto ao Ministério da Educação
Docentes manifestaram-se junto ao Ministério da Educação FOTO: Mariline Alves

Num protesto convocado por movimentos independentes, os docentes concentraram-se a partir das 15 horas junto ao Ministério da Educação (Av. 5 de Outubro), Assembleia da República e Palácio de Belém.

Ao final da tarde, a maioria acabou por convergir para as escadarias do Parlamento, mas o número de manifestantes não ultrapassou um milhar, bem abaixo das megamanifestações de 8 de Março (100 mil) e 8 de Novembro (120 mil) do ano passado. "Não temos a máquina logística dos sindicatos", disse ao CM Ilídio Trindade, do Movimento Mobilização e Unidade dos Professores (MUP).

Vestidos de negro, os professores empunharam faixas e cartazes contra o Governo. "Sra. Ministra: Não há perdão para quem destrói a Educação" ou "A Nação pagará caro sucesso estatístico encomendado", eram alguns exemplos.

Não houve discursos e fez-se apenas um minuto de silêncio. "O objectivo é mostrar que os professores não esquecem estes quatro anos desastrosos para a Educação e estamos dispostos a penalizar nas eleições este PS", disse Ilídio Trindade.

 

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)