Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
5

“Utentes vão a demasiadas consultas médicas”

Os portugueses recorrem a "demasiadas consultas médicas", o que agrava o consumismo no Serviço Nacional de Saúde, afirmou a ministra da Saúde, Ana Jorge. Declarações controversas que o Movimento de Utentes dos Serviços de Saúde considera "infelizes", mas que acolhem o aplauso da Ordem dos Enfermeiros.
21 de Maio de 2011 às 00:30
Declarações de Ana Jorge não agradaram aos doentes
Declarações de Ana Jorge não agradaram aos doentes FOTO: Paulo Cunha/Lusa

Ana Jorge afirmou, na Lourinhã, que os portugueses recorrem aos médicos "sem necessidade, quando precisariam do atendimento prestado por outros profissionais, como enfermeiros ou terapeutas". Em resposta, Carlos Braga, do Movimento de Utentes, salientou que "não há quem recorra a um serviço de saúde por prazer ou satisfação". Já a bastonária dos Enfermeiros, Augusta Sousa, diz ser "possível ter outras alternativas que garantam cuidados de saúde".

ministra da saúde gastos
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)