Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
9

Vida sexual sem prazo de validade

A idade não é um impedimento para o prazer.
Cláudia Machado e J.S. 14 de Fevereiro de 2015 às 08:55
A idade não é um entrave para a felicidade e vida sexual do casal FOTO: Getty Images

O amor não tem idade. O sexo também não. Está provado o seu benefício para a saúde física e mental em qualquer idade. Mas há ainda quem condene o afeto e a intimidade entre os idosos de uma forma completamente castradora. Com o Dia dos Namorados como pano de fundo, fica a certeza: o prazer e a paixão não têm prazo de validade.

"As alterações causadas pelo envelhecimento não são motivo para que a pessoa não tenha prazer sexual", explica ao CM Vânia Beliz, especialista em sexologia. Esta opinião é partilhada por Manuel Damas, presidente do Centro Avançado de Sexualidades e Afetos: "Os mais velhos têm direito a manifestar os seus afetos e têm desejo e libido tal como os mais novos."

Os efeitos do envelhecimento não devem ser vistos como uma barreira. A experiência é um ponto a favor de uma vida íntima mais satisfatória, reconhecem os especialistas. "É preciso sensibilizar as pessoas para as mudanças do corpo. Pelo facto de já não conseguirem fazer o que faziam antes, não quer dizer que não sintam prazer. Se calhar só precisam de procurar outros ritmos", esclarece Vânia Beliz.

O valor dos preliminares é outro dos pontos de maior destaque na vida sexual dos idosos. "O português acha que o preliminar é uma perda de tempo até à penetração, mas o poder do abraço, do beijo ou do toque em qualquer idade é enorme", salienta Manuel Damas. 

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)