Governo Fenprof Mário Nogueira educação questões sociais trabalho greve sindicatos Covid-19