Barra Cofina

Correio da Manhã

Tecnologia
4

Amazon quer tornar rentável o negócio dos livros digitais

Gigante do comércio digital abre portas aos novos autores, no formato digital, para ganharem dinheiro e fama.
João Fernandes Silva 15 de Outubro de 2014 às 12:12
O CEO da Amazon, Jeff Bezos
O CEO da Amazon, Jeff Bezos FOTO: Getty Images

A Amazon quer angariar fundos para a indústria da publicação de livros. A gigante de ecommerce (comércio virtual) anunciou esta terça-feira o lançamento do Kindle Scout Program, um programa de recrutamento que permite aos aspirantes a escritores submeterem os seus originais para serem lidos e alvo de avaliação.

O programa dá aos autores a oportunidade de serem publicados através do Kindle Press, a editora da empresa, caso o livro seja suficientemente popular. Os autores que forem escolhidos através do programa recebem 1500 dólares (1186 euros) adiantados e 50% das vendas do eBook (livro publicado em formato digital) e marketing.

Aos leitores participantes cabe ler e votar nos autores que mais gostarem. Resta só saber se os leitores estarão dispostos a vaguear por um número interminável de livros de qualidade duvidosa por uma pequena recompensa. Os leitores que nomeiam um livro que é publicado recebem uma cópia do mesmo.

Amazon Kindle Press artes cultura e entretenimento literatura
Ver comentários