Barra Cofina

Correio da Manhã

Tecnologia
6

Berço das estrelas revela-se agitado

Cientistas norte-americanos descobriram que o berço das estrelas é, de facto, um lugar conturbado, agitado por turbulências supersónicas, como se percebia pelas imagens captadas pelo telescópio espacial ‘Hubble’.
2 de Maio de 2009 às 00:30
Imagens da turbulência captadas pelo telescópio espacial ‘Huble’
Imagens da turbulência captadas pelo telescópio espacial ‘Huble’ FOTO: direitos reservados

Utilizando a maior simulação de turbulências supersónicas já feita até hoje, pesquisadores da Universidade de Califórnia em San Diego demonstraram como as leis fundamentais dos fluxos de turbulência geofísica podem também ser estendidas para a turbulência supersónica existente no espaço intergaláctico.

A imagem mostra um instante congelado dessa turbulência, uma única foto da simulação que utilizou 4096 processadores rodando ininterruptamente durante duas semanas, o que resultou em 25 terabytes de dados.

As regiões mais brilhantes da imagem representam os gases de maior densidade, comprimidos pela acção de complexas ondas de choque agindo no fluxo da turbulência. Filamentos mais densos e os núcleos criados dessa forma pelo fluxo supersónico estão sujeitos a um colapso gravitacional, justamente o que leva ao nascimento das estrelas.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)