Barra Cofina

Correio da Manhã

Tecnologia
9

"Big Bang" adiado

Curto circuito atrasa reabertura da máquina do CERN.
Joana de Sales 25 de Março de 2015 às 21:26
Vista do maior acelerador de partículas do Mundo - LHC
Vista do maior acelerador de partículas do Mundo - LHC FOTO: Getty Images
O Grande Colisionador de Hadrões (LHC, na sigla em inglês) deveria recomeçar a funcionar nesta quarta-feira, após dois anos de paragem.

Mas um "curto circuito intermitente", descoberto no sábado pelo CERN - a organização europeia de pesquisa nuclear - vai adiar os testes por vários dias ou até semanas. Isto dependendo do tempo que levar a resolver o problema.

Visto que os ímanes que fazem os protões viajar são arrefecidos a temperaturas perto do zero absoluto (-273ºC), a máquina tem de ser aquecida e arrefecida de novo, o que pode demorar.

Esta semana, os protões deveriam recomeçar a viajar na circunferência de 27 quilómetros da "máquina do Big Bang", como preparação para a segunda fase de experiências, com maiores quantidades de energia.

Mas os cientistas não estão preocupados com este problema. "Todos os sinais são bons para uma boa Segunda Ronda. No panorama geral, algumas semans de atraso na demanda da humanidade para perceber o Universo, é pouco mais do que um piscar de olhos", afirmou o diretor-geral do CERN, Rolf Heuer.

O que é a "máquina do Big Bang"
O Grande Colisionador de Hadrões é o maior e mais potente acelerador de partículas do mundo. Esta máquina consiste num anel de 27 quilómetros que conduz feixes de partículas através de estruturas aceleredoras.

Dentro dela, as partículas viajam, nos dois sentidos, perto da velocidade da luz e o objetivo final é fazer com que estas colidam.

Através deste método, em 2012, foi encontrado o bosão de Higgs, ou "partícula de Deus", uma das partículas que ajuda a explicar a física tal como é conhecida.

O objetivo geral dos próximos testes é descobrir a matéria negra, saber mais sobre o bosão de Higgs e até procurar uma "nova física", fora do Modelo-Padrão.

O LHC pode vir a explicar muitas teorias como, por exemplo, o fenómeno da criação do Universo - o Big Bang - ou a formação de buracos negros.

Esta máquina encontra-se no CERN, a 175 metros abaixo do solo, na fronteira franco-suíça, perto de Genebra.
LHC máquina big bang CERN curto circuito
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)