Barra Cofina

Correio da Manhã

Tecnologia
8

BLU-RAY vencedor na alta definição

E no final restou apenas um. Os discos Blu-ray são o novo suporte para o vídeo em alta definição, depois de a Toshiba ter desistido de manter no mercado o seu formato HD DVD. Um pouco à semelhança da guerra entre as cassetes Betamax e o VHS (ver caixa), o Blu-ray esmagou o seu único concorrente, impondo-se junto dos grandes estúdios de Hollywood.
8 de Março de 2008 às 00:30
BLU-RAY vencedor na alta definição
BLU-RAY vencedor na alta definição FOTO: d.r.
Segundo Atsutoshi Nishida, presidente da Toshiba, foi a decisão da Warner que precipitou a retirada do HD DVD do mercado: “A Warner entendeu que a produção de filmes em alta definição será feita apenas no formato Blu-ray. Com isto, deixámos de ter qualquer hipótese de vencer.”
O QUE É ALTA DEFINIÇÃO?
A alta definição (HD – High Definition, em inglês) tem melhor qualidade de imagem, resultado de um maior número de linhas horizontais dispostas verticalmente que permitem uma resolução superior. Os televisores convencionais, por exemplo, têm 625 linhas verticais, enquanto os de alta definição apresentam 1080.
A Associação lu-ray Disc, composta por algumas das principais marcas (Apple, LG e Sony, entre outras), desenvolveu este formato para poder gravar, regravar e ler vídeo em alta definição, assim como armazenar mais informação. Os discos Blu-ray, apesar de terem um aspecto semelhante ao de um CD musical ou um DVD, permitem armazenar mais informação. Um CD suporta até 700 megabytes (Mb), enquanto um DVD atinge os 4,7 Gigabytes (Gb) – os dual layer (duas camadas) vão até aos 8,54 Gb. O Blu-ray Disc supera, em muito, estas capacidades: 25 Gb ou 50 Gb, nos casos de dual layer. A proeza foi conseguida através de uma alteração no laser que escreve e lê o disco. Se nos discos ópticos existe um laser de cor vermelha, o novo formato usa um azul. Daí a designação Blu-ray.
A menor capacidade do HD DVD foi, como noutras guerras do género, um factor que determinou a sua derrota. A aliança do Blu-ray com a Playstation 3, a consola de última geração da Sony, superou todas as expectativas, apressando a inevitável vitória. A rival Xbox360, da Microsoft, que optara pelo HD DVD como extra, revelou-se uma má jogada da Toshiba.
VHS CONSEGIU SAIR VITORIOSO NOS ANOS 80
A meio dos anos 70, os gigantes japoneses Sony e JVC iniciaram uma guerra que só terminaria no final da década de 80. Durante aproximadamente um ano, a Sony foi dona e senhora do mercado mundial com o seu formato Betamax. O aparecimento do VHS, desenvolvido pela JVC, veio complicar as contas. Com duas horas de capacidade, o dobro do possível em Beta, o formato da JVC começou a ganhar terreno. Apesar de a Sony ter sido responsável pela maioria dos desenvolvimentos tecnológicos nos leitores de vídeo, foi o VHS quem venceu a guerra. A revista ‘Rolling Stone’ anunciou o fim da batalha em 1987.
PREÇO DOS FILMES À VOLTA DE 30 EUROS
A meio dos anos 70, os gigantes japoneses Sony e JVC iniciaram uma guerra que só terminaria no final da década de 80. Durante aproximadamente um ano, a Sony foi dona e senhora do mercado mundial com o seu formato Betamax. O aparecimento do VHS, desenvolvido pela JVC, veio complicar as contas. Com duas horas de capacidade, o dobro do possível em Beta, o formato da JVC começou a ganhar terreno. Apesar de a Sony ter sido responsável pela maioria dos desenvolvimentos tecnológicos nos leitores de vídeo, foi o VHS quem venceu a guerra. A revista ‘Rolling Stone’ anunciou o fim da batalha em 1987.
MAIS DE 2100 TÍTULOS DISPONÍVEIS
Desde a chegada ao mercado dos primeiros leitores de Blu-ray foram colocados no mercado mais de 2170 filmes. A lista aumenta a um ritmo vertiginoso
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)