Barra Cofina

Correio da Manhã

Tecnologia
2

Controlo pode poupar vida a diabéticos

A soma de um medicamento para a hipertensão ao tratamento habitual dos diabéticos pode evitar a morte de 14 mil doentes em cinco anos, segundo a comparação dos números nacionais com os dados de um estudo internacional.
3 de Setembro de 2007 às 00:00
Numa investigação apresentada ontem no Congresso Europeu de Cardiologia, em Viena, a administração de um remédio que controla a pressão arterial em conjunto com a terapêutica habitual pode diminuir em três milhões o número de mortes entre diabéticos num espaço de cinco anos. O último inquérito nacional de saúde, referente a 2005/06, apontava para uma incidência de 6,5 por cento da doença e contabilizando os casos não diagnosticados, os valores deverão situar-se entre os 900 mil a um milhão de doentes.
Em todo o Mundo estão referenciados 246 milhões de diabéticos e estima-se que esse valor aumente 55 pontos percentuais até aos 380 milhões em 2025. O estudo envolveu mais de 11 mil diabéticos tipo 2.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)