Barra Cofina

Correio da Manhã

Tecnologia
8

Descoberto túmulo faraónico com mais de 4500 anos

Uma equipa de arqueólogos checos escavou uma tumba faraónica de uma princesa com 4500 anos, no sul do Cairo, anunciou hoje o Ministério de Antiguidades do Egipto.
3 de Novembro de 2012 às 14:55

El-Bialy, do ministério, disse hoje à Associated Press que no sítio das escavações o sepulcro da princesa Shert Nebti está rodeado pelos túmulos de quatro altos funcionários da V Dinastia, que datam de cerca de 2500 antes de Cristo, no complexo de Abu Sir, perto da pirâmide de degraus de Saqqara.

El-Bialy afirmou que será possível abrir o túmulo ao público.

A indústria de turismo no Egipto, vital para a economia do país, sofreu uma forte quebra, devido à instabilidade interna do país, na esteira do levantamento do ano passado que derrubou o líder autocrático Hosni Mubarak, noticia a AP.

Em comunicado, emitido sexta-feira, o ministro das Antiguidades, Mohammed Ibrahim, afirmou que a antecâmara para o túmulo da princesa inclui quatro colunas de pedra calcária com inscrições hieroglíficas.

túmulo faraónico mais de 4500 anos arqueólogos checos
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)