Barra Cofina

Correio da Manhã

Tecnologia
8

Diabetes: Novo método previne perda de memória

Uma equipa de seis investigadores da Faculdade de Ciências e tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC) desenvolveu uma nova metodologia que permite o tratamento precoce, e de forma mais eficaz, dos problemas de memória resultantes do desenvolvimento da doença da diabetes.
3 de Dezembro de 2007 às 15:23
Segundo o coordenador do grupo, Rui de Carvalho, do Departamento de Bioquímica, explicou esta segunda-feira que a nova metodologia, que ajudará os médicos no prognóstico da doença, “permitirá a adopção de medidas preventivas atempadas” permitindo travar a progressão da patologia. Este novo permitirá ainda “evitar danos irreversíveis ao nível cognitivo”, e reduzir custos para os doentes e serviços de saúde, disse o mesmo coordenador.
A investigação em causa centrou-se no estudo de mecanismos metabólicos da diabetes, testados em ratos de laboratório. Tendo como marcador a Glucose, que foi introduzida nas cobaias, os investigadores conseguiram examinar todo o seu trajecto a nível cerebral, avaliando as transformações químicas registadas pelas células. Foi assim possível determinar uma evidente correlação de disfunções metabólicas cerebrais com os défices de memória verificados em doentes de diabetes, refere uma nota do gabinete de imprensa da FCTUC.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)