Barra Cofina

Correio da Manhã

Tecnologia
4

Domesticação de gatos começou há 5300 anos

Investigadores descobriram novas provas sobre a relação entre animais domésticos e humanos.
17 de Dezembro de 2013 às 19:01
gatos, estudo, China, ossos, investigação, descoberta, domesticação, produtos agrícolas, roedores.
gatos, estudo, China, ossos, investigação, descoberta, domesticação, produtos agrícolas, roedores. FOTO: Getty Images

Um estudo da Universidade de Washington, EUA, sugere que a domesticação dos gatos começou há 5300 anos, quando os animais, ainda selvagens, se deslocavam a aldeias chinesas à procura de alimento. As conclusões foram publicadas na revista ‘Proceedings of the National Academy of Sciences'.

Para este estudo foram analisados oito ossos, que os cientistas acreditam pertencer a, pelo menos, dois animais. As ossadas foram encontradas numa escavação arqueológica na aldeia de Quanhucun, no Noroeste da China, habitada por agricultores naquela época.

De acordo com a investigação, alguns dos produtos armazenados pelos agricultores atraiam pequenos roedores, seguidos por gatos selvagens. Os animais adaptaram-se aos hábitos dos humanos, tornaram-se mais dóceis e integraram-se na comunidade.

Os investigadores defendem que os agricultores da região acolheram e trataram os gatos, uma vez que protegiam as suas colheitas dos roedores. Estas conclusões basearam-se na descoberta de vestígios químicos de animais roedores e produtos agrícolas nos ossos recuperados.

Até agora, a prova mais antiga da domesticação de gatos era a presença dos animais, junto a figuras humanas, em gravuras egípcias com cerca de 4 mil anos.

gatos estudo China ossos investigação descoberta domesticação produtos agrícolas roedores.
Ver comentários