Barra Cofina

Correio da Manhã

Tecnologia
3

Ecocidades à medida da Natureza

China, Estados Unidos e Abu Dhabi (nos Emirados Árabes Unidos) competem por um lugar na História – o do primeiro país a construir de raiz uma cidade verdadeiramente ecológica. O objectivo é eliminar todos os impactos negativos de uma cidade, tornando-a auto-sustentável e livre de emissões de carbono.

4 de Outubro de 2008 às 00:30
Ecocidades à medida da Natureza
Ecocidades à medida da Natureza FOTO: d.r.

As três cidades – Dongtan, Ilha do Tesouro e Masdar – que prometem um futuro sustentável têm características comuns. A circundar a malha urbana existirão centrais fotovoltaicas e parques eólicos que fornecerão energia eléctrica. Para o abastecimento de água e de alimentos estão planeadas áreas para agricultura e centrais de dessalinização que converterão a água salgada em água potável. No coração da cidade, todos os edifícios serão construídos de forma a respeitar o ecossistema onde estão inseridos, com altos índices de eficiência energética, e a distâncias inferiores a 15 minutos de escolas, parques e organismos públicos.

Hélder Spínola, presidente da associação ambientalista Quercus, considera existir "tecnologia e informação suficientes para concretizar" este tipo de projectos de uma forma isolada e de raiz. "Estas cidades podem ser importantes pois irão funcionar como referência, evitando-se repetir erros do passado", afirma Hélder Spínola, considerando que seria impensável aplicar essas metodologias a todas as cidades do Mundo. Em Portugal, de forma a tornar a capital mais sustentável, o ambientalista defende que há "um longo e árduo caminho a percorrer". "Temos tido algumas ideias nesse sentido, porque querem instalar-se em determinadas zonas protegidas", conta. Lisboa, como outras congéneres europeias, está a perder população no centro da cidade, ficando com um edificado muito velho. "A isto acrescenta-se o problema da poluição, devido ao excesso de viaturas, como é exemplo a Av. da Liberdade", conclui.

A ILHA DO TESOURO EM SÃO FRANCISCO

A Ilha do Tesouro, construída na década de 30, fica localizada na baía de São Francisco, na costa Oeste dos Estados Unidos. Em 2020 prevê-se que seja uma das comunidades mais sustentáveis do país, conforme o projecto da empresa britânica Arup. Cerca de seis mil apartamentos e condomínios, cuja fonte de energia serão os recursos renováveis, como o Sol e o vento, serão amigos do ambiente, com baixas emissões de carbono.

MASDAR CRESCE EM ABU DHABI

Já em construção, Masdar está a crescer no deserto. As centrais solares fornecerão a energia eléctrica necessária, enquanto as de dessalinização abastecem a cidade com água potável.

DONGTAN SEM RESÍDUOS NA CHINA

Está planeada de forma a ser uma cidade de zero resíduos, altamente eficiente em termos energéticos e sem lugar para veículos movidos a combustíveis fósseis. Em 2050 deverá albergar 500 mil pessoas.

"AS CIDADES SÃO OBJECTOS" (Gonçalo Ribeiro Telles, Arquitecto paisagista)

Correio da Manhã – Os projectos para construir cidades ecológicas de raiz fazem sentido?

Gonçalo Ribeiro Telles – Não fazem qualquer sentido no mundo actual, porque são apenas consequência de um dinheiro que é gasto sem qualquer perspectiva de futuro. Tanto mais que estamos numa crise financeira mundial sem precedentes. Estas cidades são objectos que se vende com pouquíssima utilidade.

– O que deve ser feito nas cidades do Mundo para se tornarem mais sustentáveis?

– Uma relação íntima dos dois sistemas: viver e produzir. Desde sempre as cidades tiveram uma relação muito próxima com o campo e isso está a perder-se. Um não vive sem o outro.

– Ainda se vai a tempo de recuperar essa ligação?

– Agora é que é tempo disso. Veja-se os exemplos do Egipto e da Arábia Saudita, onde já estão a adaptar-se a todos os problemas do nosso tempo, criando zonas de terreno fértil no deserto.

PARA LISBOA

DESPERDÍCIO DE ÁGUA

Lisboa precisa de melhorar os níveis de perda de água, provocada pela própria rede de distribuição e pela má utilização.

QUALIDADE DO AR

O excesso de viaturas movidas a combustíveis fósseis aumenta os níveis de poluição. A solução é melhorar a rede de transportes.

PARQUE URBANÍSTICO

Os prédios existentes no centro da cidade estão velhos e precisam de ser renovados. Isso atrai pessoas, evitando a entrada de veículos na cidade.

 

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)