Barra Cofina

Correio da Manhã

Tecnologia

Elon Musk quer que chip cerebral comece a ser testado em humanos dentro seis meses

Dispositivo criado pela empresa Neuralink, na qual é cofundador, tem como objetivo ajudar pacientes com deficiência a moverem-se e a comunicarem novamente.
Reuters 1 de Dezembro de 2022 às 18:43
Elon Musk
Elon Musk
O empresário Elon Musk disse, esta quarta-feira, que os chip cerebrais, desenvolvidos pela empresa Neuralink, na qual é cofundador, começam a ser testados em seres humanos dentro de seis meses.

A empresa disse estar a desenvolver os chips para que possam ajudar pacientes com deficiência a moverem-se e a comunicarem novamente.

Elon Musk vai mais longe e diz acreditar que os dispositivos podem restaurar a visão: "Mesmo que alguém nunca tenha tido visão, que tenha nascido cego, acreditamos que podemos restaurar a visão", disse o empresário, cujo principal objetivo é desenvolver um chip que permita ao cérebro controlar dispositivos eletrónicos complexos e permitir às pessoas com paralisia recuperar a função motora e tratar doenças cerebrais como Parkinson, demência e Alzheimer.

Com sede em Texas, nos EUA, a Neuralink tem vindo a realizar, nos últimos anos, testes dos chips em animais, enquanto não é emitida uma aprovação da FDA, agência federal do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos, para iniciar ensaios clínicos em seres humanos.

"Queremos ser extremamente cuidadosos e estar certos de que funciona corretamente antes de colocar um dispositivo num humano", disse Musk, durante uma conferência de atualização pública sobre o dispositivo.
Elon Musk Neuralink saúde questões sociais
Ver comentários
C-Studio